sábado, 29 de setembro de 2018

Cleópatra (1963_Cleopatra) - DVD9 - Duplo

Up by Fedrigo

Gênero: Biografia, Drama, História, Romance, DVD9
Ano de lançamento: 1963
País de produção: EUA
Áudio: Inglês, Português
Legendas: Inglês, Espanhol, Português
Menus: Inglês, Espanhol, Português
Formato de tela: Widescreen anamórfico 2.35:1
Duração: 248 minutos
Cor: Colorido
Tamanho: 5,30 GB + 5,81 GB
Extensão: ISO
Sinopse: Elizabeth Taylor, Richard Burton e Rex Harrison estrelam esta história de poder e traição - a vida da legendária Rainha do Nilo e sua conquista de Júlio César e Marco Antônio. Este é o retrato verdadeiramente inesquecível da beleza avassaladora que seduziu dois dos maiores soldados de Roma e mudou o curso da história. De uma grandeza indescritível, este clássico ganhou prêmios Oscar® de Fotografia, Direção de Arte, Figurinos, Cenários e Efeitos Especiais. Na tradição das aventuras românticas épicas, como Coração Valente e Titanic, agora o maior espetáculo de todos... Cleópatra. 
IMDB: 7,0
Diretor: Darryl F. Zanuck, Joseph L. Mankiewicz, Rouben Mamoulian
Elenco: Elizabeth Taylor, Richard Burton, Rex Harrison, Pamela Brown, George Cole, Hume Cronyn, Cesare Danova, Kenneth Haigh, Andrew Keir, Martin Landau, Roddy McDowall, Robert Stephens, Francesca Annis, ...
Curiosidades (14):
- Produção milionária - Na época de sua realização, a produção custou US$ 44 milhões. Se esta quantia fosse reajustada em relação ao dólar em 1999, o filme custaria US$ 270 milhões.
- Cleópatra é popularmente considerado um dos maiores fracassos comerciais de todos os tempos. Apesar de seu alto orçamento, o filme conseguiu recuperar o dinheiro nele investido, vários anos após seu lançamento, sendo ainda uma das maiores bilheterias da década de 60.
- Protagonista de Cleópatra - Em 1958, a atriz Joan Collins chegou a ser contratada para protagonizar Cleópatra, mas com os vários atrasos que o início da produção teve ela acabou ficando indisponível para atuar no filme.
A atriz Audrey Hepburn foi cotada para o papel, após a desistência de Collins.
- Cachê de estrela - Elizabeth Taylor foi o 1ª intérprete de Hollywood a receber US$ 1 milhão por um único filme, por sua participação em Cleópatra.
- Produção paralisada - No início da produção, Elizabeth Taylor adoeceu e não pôde participar das filmagens. Como praticamente todas as cenas necessitavam da presença de Taylor, a produção foi paralisada até que ela se recuperasse. Este período durou cerca de 6 meses.
- Luz, câmera, ação! - As filmagens de Cleópatra tiveram início em 1960.
- Mudança de direção - Durante o período em que Elizabeth Taylor se recuperava, o diretor Rouben Mamoulian pediu demissão de seu cargo, já que havia assumido outros compromissos para os meses seguintes.
- Atores cotados - Inicialmente seria Stephen Boyd quem interpretaria Marco Antônio, mas ele teve que desistir do papel devido aos constantes atrasos nas filmagens, principalmente devido à doença contraída por Elizabeth Taylor
Inicialmente seria Peter Finch o intérprete de Júlio César, tendo também abandonado o filme devido aos constantes atrasos em sua produção.
- Set agitado - Durante as filmagens em Roma, milhões de dólares foram gastos para repôr equipamentos de filmagens e os próprios cenários do filme, que foram roubados.
Ainda em Roma, um grupo de mulheres que trabalhava como serventes e escravas de Cleópatra entrou em greve, solicitando proteção contra os ataques amorosos dos extras italianos. O estúdio teve que contratar segurança especial para proteger os extras.
- Dois filmes? - O diretor Joseph L. Mankiewicz chegou a propor à Fox que Cleópatra fosse dividido em dois filmes, "César e Cleópatra" e "Marco Antônio e Cleópatra", ambos com aproximadamente 3 horas de duração. A Fox não concordou com esta proposta, decidindo lançá-lo no formato como o que conhecemos hoje, com mais de 4 horas de duração.
- Cenas cortadas - De acordo com o diretor Joseph L. Mankiewicz algumas das melhores cenas do filme acabaram sendo cortadas de sua edição final. Segundo o diretor, foram cortados cerca de 90 a 120 minutos.
- Figurino - Durante Cleópatra, Elizabeth Taylor trocou de figurino 65 vezes, sendo até hoje um recorde para um filme feito para o cinema.
- Versão reduzida - Foi também lançado em uma versão menor, com 194 minutos
- Refilmagem - Refilmagem de Cleópatra (1934).
Nota: Informações baseadas da capa do DVD e/ou da Internet. Qualquer erro favor nos informar. Obrigado.
Lemas: "Memento Mori (Lembra-te de que és mortal)" e "O que é bom deve ser compartilhado"


Nenhum comentário:

Postar um comentário